Elon Musk acusou a Apple de ameaçar bloquear o Twitter da loja de aplicativos App Store sem dizer o motivo, afirmou o bilionário na rede social hoje (28). Musk afirmou ainda que a Apple está pressionando o Twitter sobre demanda de moderação de conteúdo.

A Apple não confirmou a ameaça, mas não seria uma ação incomum uma vez que a criadora do iPhone já removeu de sua App Store aplicativos como Gab e Parler.

O Parler, que é popular entre direitistas dos Estados Unidos, voltou à App Store em 2021 depois que o aplicativo atualizou suas práticas de conteúdo e moderação.

“A Apple praticamente parou de anunciar no Twitter. Eles odeiam a liberdade de expressão nos Estados Unidos?”, disse Musk, que concluiu a compra do Twitter por US$ 44 bilhões (R$ 236 bilhões) no mês passado.

Mais tarde, ele marcou a conta do Twitter do presidente da Apple, Tim Cook, em outro tuíte, perguntando “o que está acontecendo aqui?”

A Apple não comentou.

Entre as reclamações de Musk está um aumento de até 30% nas comissões que a Apple cobra dos produtores de aplicativos que têm ferramentas de pagamento dentro dos apps. O bilionário publicou um meme sugerindo que está disposto a “ir para a guerra” com a Apple em vez de pagar a comissão.

“A Apple não bloqueia outros browsers da App Store apesar deles darem acesso a vários tipos de conteúdo, incluindo pornografia. Então, a ideia da Apple bloquear o Twitter por causa do conteúdo parece estranha”, disse Randal Picker, professor da Universidade da Escola de Direito de Chicago.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese