Durante o Digital Transformation Summit Brazil 2023 realizado pela Qualcomm nesta terça-feira (15) em São Paulo, a Itaipu anunciou que começará uma fase de testes de novos cães-robôs para suas instalações. A invenção é resultado de uma parceria entre o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com o objetivo de aumentar a segurança das operações.

A ideia é que os robôs sejam aptos a realizar inspeções em equipamentos de missão crítica, que estejam localizados em áreas consideradas perigosas, ou de difícil acesso. Desta forma, funcionários podem ser poupados de potenciais riscos à integridade física.

Além disso, ele também funciona como um aparelho de auxílio em missões de emergência, ao passar por locais de terreno difícil, e enviar imagens previamente às equipes de resgate.

Para realizar as tarefas, os cães-robôs possuem peças integradas como câmera, microfones, e uma série de sensores, que incluem o infravermelho, e até mesmo um detector de vazamento de gás.

A comunicação ocorre sem fio, por meio de uma rede 5G privativa que opera em frequências de 3,7 GHz — o que garante uma conexão estável, rápida e livre de interferências, entre outras vantagens.

De acordo com as especificações divulgadas, o produto ainda pode carregar um peso de 14 Kg por conta própria, o que pode ser útil no deslocamento de suprimentos ou outros equipamentos que podem ser de grande ajuda.

Cão-robô da Itaipu/ABDI usa pernas articuláveis para deslocamento

Com pernas articuláveis, ele pode se deslocar em qualquer tipo de terreno, com mais rapidez que robôs com rodas ou esteiras — ademais, é possível desviar de obstáculos e se levantar caso ocorra uma queda. O controle acontece por meio de tablet, mas o robô também pode ser programado para funcionar de forma autônoma.

As inscrições para o Prêmio ABDI/Anatel de redes privativas sem fio ainda estão abertas, em que é possível competir com projetos implementados e provas de conceito.

Há algumas semanas, o Canaltech noticiou uma solução semelhante criada nos Estados Unidos. Trata-se de um robô com rodas, que podem se transformar em hélices para movimentação pelo ar.

Mais recentemente, a Xiaomi apresentou seu novo cão-robô. Contudo, neste caso a solução se propõe a realizar tarefas diferentes, já que ele é mais voltado para ser uma espécie de assistente virtual em ambientes domésticos.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese