O brasileiro está otimista de que poderá gastar mais e melhor nesta Black Friday. Uma nova pesquisa encomendada pelo Google ao Instituto Ipsos mostra que não apenas um número maior de consumidores pretende ir às compras durante a já tradicional data de promoções que antecede o Natal, como eles também estão dispostos a comprar mais. Entre os mil entrevistados na pesquisa, 71% declarou que pretende comprar nesta Black Friday, alta de 16 pontos percentuais (ou 29% de crescimento) em relação a 2021. Uma das razões é o aumento da confiança da classe C, cuja intenção de compra aumentou 32% em relação a 2021, enquanto na classe A e B o aumento foi de 23%. 
 
A pesquisa, apresentada durante o evento Black Friday Connections Store, realizado nesta quinta-feira em São Paulo, também mostra que, em média, cada consumidor pretende adquirir produtos de 5 categorias neste ano — no ano passado, a média era de 4,2 categorias por pessoa. Roupas e Acessórios estão no topo da lista de desejos dos brasileiros, com quase metade (47%) das pessoas declarando que vão comprar produtos desta categoria. Entre as mais populares, é possível encontrar também Livros e Itens de Papelaria — em 2022, a intenção de compra saltou de 31% para 43%, sinalizando que a Black Friday deve ser usada para antecipar as compras de material escolar. Em terceiro lugar estão os Calçados, cuja intenção de compra mais que dobrou (era de 17% em 2021 e saltou para 38% neste ano). 
 
Sempre em alta na Black Friday, os Celulares aparecem em quarto no ranking de intenção de compra, após apresentarem uma pequena alta neste ano, saindo de 34% para 36% do total de entrevistados. Em quinto lugar está o interesse por Eletroportáteis, cuja intenção de compra era de 18% em 2021 e passou a 33% em 2022, o que mostra que o brasileiro quer estar com a casa equipada para receber os amigos e familiares durante os jogos da Copa do Mundo e festas de final de ano, como Natal e Ano-Novo. 
 
De acordo com a pesquisa do Google e da Ipsos, 88% dos consumidores acreditam que sua capacidade financeira de comprar produtos continuará igual ou deve melhorar até o final do ano, enquanto apenas 11% acreditam que sua situação financeira vai piorar. Ao mesmo tempo, 89% pretendem comprar algo para si na Black Friday. A pesquisa encomendada pelo Google ao Instituto Ipsos foi realizada no mês de agosto por meio de um painel on-line com mil brasileiros conectados, das classes A, B e C e residentes em todo o Brasil. 
 
Dados de mercado corroboram a tendência de otimismo em relação ao consumo nos próximos meses: em setembro, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), avançou 5,4 pontos percentuais, alcançando 89 pontos, o maior nível desde janeiro de 2020. Entre os motivos está a queda na expectativa dos consumidores de aumento da inflação, aumento do otimismo em relação ao mercado de trabalho e da intenção de consumo. 
 
Consumidor mais exigente 
 
Além de preços vantajosos, os brasileiros estão mais atentos à qualidade, como o Google já vem antecipando em outras pesquisas realizadas nos últimos meses. De acordo com uma pesquisa realizada pela Offerwise a pedido do Google em maio, quase metade (45%) dos consumidores entende que, passadas as restrições da pandemia da COVID-19, eles agora podem decidir de forma mais consciente quais produtos, marcas e serviços comprar. Além disso, a pesquisa mostrou que oito em cada 10 pessoas estariam dispostas a trocar de marca caso entenda que ela não está conectada à sua identidade ou suas necessidades. 
 
Na Busca do Google, o interesse por produtos das categorias de Varejo, associados às palavras “barato” ou “melhor”, se inverteu na comparação entre 2020 e 2022: entre abril e junho de 2020, as buscas associadas a “barato” eram 53% maiores que o volume de buscas associadas a “melhor”. Porém, em 2022, as buscas por “melhor” já superam as buscas por “barato” em 27%. Isso significa que o consumidor valorizou o preço baixo como pré-requisito para atender suas necessidades mais imediatas durante a pandemia, mas agora volta a dar mais peso ao quesito qualidade. 
 
Um dos destaques apontados pela pesquisa do Google com a Ipsos é o aumento da confiança dos consumidores da classe C. Quase 7 em cada 10 brasileiros nesta faixa (68%) declarou que pretende comprar algum item nesta Black Friday, elevando a intenção de compra a um nível mais próximo do observado nas classes A e B (78%). Em 2021, 64% das pessoas da classe A e B afirmavam que comprariam algum item, enquanto a mesma afirmação foi feita por 51% dos entrevistados da classe C. Neste ano, a pesquisa também registrou um crescimento de pessoas de classe C que declararam que com certeza vão comprar na Black Friday: o dado passou de 13% em 2021 para 22% em 2022, num crescimento de 73%. Já na classe A e B, esse crescimento foi de 31% (passando de 26% dos entrevistados para 34%). 
 
Dos 20 itens analisados, apenas dois tiveram maior intenção de compras da classe C: Alimentos (30%, contra 27% das classes A e B) e Eletroportáteis (35%, contra 30% das classes A e B). No geral, o desejo de compras da classe C segue a média dos brasileiros, sendo liderado por Roupas e Acessórios (46%), Livros e Itens de Papelaria (42%) e Calçados (37%). Os Celulares ficaram em quinto lugar, com 34%, atrás dos Eletroportáteis que ocupam a quarta posição.
 
Multicanalidade – A pesquisa realizada pelo Google e Ipsos também revela que o brasileiro consolidou seus hábitos de compra adquiridos ao longo dos últimos anos e cada vez mais compra por meio de diferentes canais, sejam de e-commerce ou lojas físicas. 
  
No total, 72% dos entrevistados na pesquisa afirmaram que compraram tanto em canais on-line quanto offline nos últimos seis meses, em um crescimento de 10 pontos percentuais em relação ao ano passado. Para a Black Friday de 2022, 57% dos entrevistados afirmaram que pretendem fazer suas compras por meio de sites, 51% por meio de aplicativos e 45% por meio de lojas físicas. 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese