Em 2023, a previsão é de que as empresas invistam aproximadamente R$ 5 bilhões na conexão com startups em projetos de inovação aberta. A constatação é da 100 Open Startups que acaba de anunciar a abertura das inscrições para o 8º Ranking 100 Open Startups – que destaca as startups mais atraentes para o mercado corporativo e as corporações que mais fazem open innovation com startups.

“Com o crescimento do Venture Capital no Brasil, e no mundo, a métrica de sucesso das startups ficou muito atrelada à sua capacidade de captação de investimentos. 

Muitos atores do mercado monitoram essas métricas e dão visibilidade às startups. O Ranking 100 Open Startups destaca o volume de negócios, a validação de inovações de startups nos grandes mercados, e dá visibilidade às startups com melhor desempenho nessa validação. 

Esse foco, naturalmente, torna as startups muito mais atraentes também para investidores. Não é à toa que as startups premiadas na 1ª edição do Ranking captaram mais de R$ 2,5 bilhões em Investimentos”, destaca Bruno Rondani, fundador e CEO da 100 Open Startups.

Em sua 7ª edição, publicada em 2022, o Ranking 100 Open Startups registrou mais de 42 mil contratos de validação de inovação de 3.821 startups. Segundo Rondani, para este ano, a expectativa é que, com a entrada recente de milhares de novas empresas no ecossistema de inovação, em geral empresas de médio porte, o volume de negócios seja significativamente aumentado. “Nossa previsão é que os contratos de open innovation atinjam a marca de R$ 5 bilhões transacionados entre corporações e startups”, comenta. A previsão é que mais de 10 mil empresas, entre corporações e startups, participem.

Desde 2016, o Ranking estimula e monitora o relacionamento entre startups em etapa inicial e corporações em geral de grande porte. Em sete edições, o Ranking premiou 850 startups dentre as quais mais de 100 atingiram o status de scale up, superando a marca de R$ 15 milhões de faturamento anual.

“A própria existência do Ranking é um estímulo para o crescimento da prática de open innovation, pois dá visibilidade para empresas que adotam com sucesso essa estratégia de abertura para inovação, atraindo novos praticantes e estimulando que essas premiadas invistam cada vez mais em open innovation. 

É um ciclo virtuoso, no qual o crescimento da prática resulta no crescimento do Ranking, o que acaba por estimular o crescimento da prática. E como essa é uma estratégia de inovação do tipo ganha-ganha, pois devolve valor às open startups e propicia seu crescimento, tudo isso contribui para a evolução do ecossistema de inovação de forma geral”, finaliza o CEO.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese