O Me Poupe!, o maior canal do YouTube sobre educação financeira, liderado por Nathalia Arcuri, utilizou todo o conteúdo educacional produzido ao longo de oito anos, incluindo seus cursos e dois livros publicados, para treinar a inteligência artificial de seu novo aplicativo, o Me Poupe!. Essa é a grande novidade da empresa, que se posiciona como uma finpactech, uma startup financeira com impacto social, buscando atingir um número ainda maior de pessoas e democratizar o acesso à educação financeira. “O aplicativo se torna um co-piloto nessa jornada, fornecendo segurança mesmo para aqueles que nunca tiveram contato com finanças, para que eles possam começar a investir”, afirma Nathalia.

Os números comprovam esse impacto. Desde abril, durante uma fase de testes, 30% das 33 mil pessoas na plataforma foram habilitadas a fazer investimentos, totalizando R$ 3,5 milhões investidos por meio do aplicativo. A maioria dos usuários são mulheres (78%), pessoas endividadas (66%) e investidores iniciantes (64%).

Com base no perfil e objetivos de cada usuário, o aplicativo, por meio do avatar Nath, automatiza sugestões de investimentos, empréstimos e oportunidades de mercado, e conta com recursos de inteligência artificial para esclarecer dúvidas. “Somos uma plataforma totalmente imparcial, já que não somos nem queremos ser uma corretora ou banco”, afirma Flavia Krieger, COO (Chief Operations Officer) do Me Poupe!.

O objetivo é integrar a inteligência artificial ao open finance, que consiste em processos e normas que permitem o compartilhamento de informações dos usuários, para que, a partir dessa análise de dados, Nath possa orientar as pessoas. “Nath é o acrônimo de ‘nudge assistant trustful human’, que significa assistente humana confiável, e ‘nudge’ vem da economia comportamental, representando os pequenos empurrões que damos às pessoas para que tomem as melhores decisões”, explica Nathalia.

O lançamento do aplicativo está previsto para o final deste ano ou início de 2024, e será gratuito, mas é possível que em algum momento seja necessário assinar um plano. A tecnologia do aplicativo é baseada nos pilares do método Me Poupe!. “O primeiro passo é organizar financeiramente a vida do indivíduo, educá-lo para gastar de forma inteligente, capacitar para aumentar os ganhos e, por fim, aprender a investir melhor”, explica a COO da empresa.

Educação financeira liberta as mulheres

Os dados que mostram a predominância de mulheres entre os usuários do novo aplicativo Me Poupe! comprovam que o objetivo inicial da empresa foi alcançado. Nathalia Arcuri, formada em jornalismo, percebeu a relação entre violência urbana e doméstica com vulnerabilidade financeira. “Ao fazer uma reportagem sobre violência doméstica, descobri que as mulheres se submetiam a relacionamentos violentos por causa da dependência financeira.”

Nathalia começou a economizar dinheiro desde cedo, mesmo sem o incentivo dos pais. “Tínhamos uma vida de classe média, então nunca sobrava dinheiro, mas também não faltava”, lembra. Incomodada com a falta de acesso à informação e com a linguagem complicada das instituições financeiras que abordavam o tema, ela começou a estudar e publicar vídeos caseiros no YouTube em 2015. “Eu sabia que abordar o assunto de forma divertida atrairia a atenção de pessoas que normalmente não se interessariam por ele.”

Em um país com mais de 70 milhões de pessoas endividadas, Nathalia era vista como “muquirana” por sua forma de lidar com o dinheiro. “Diziam que eu era avarenta e que o dinheiro não poderia ser levado para o túmulo, mas eu estava investindo para realizar meus desejos e alcançar a liberdade.”

Hoje, os indicadores financeiros dos alunos dos cursos do Me Poupe! mostram uma redução no endividamento, um aumento na capacidade de poupança e uma diminuição do estresse e da ansiedade. A empresa possui uma base de 3,5 milhões de clientes, 1,5 milhão de alunos e uma audiência de 25 milhões. No canal do YouTube, são 7,41 milhões de inscritos, e no Instagram pessoal de Nathalia Arcuri, 3,4 milhões de seguidores.

Nessa nova fase, a empresa se apoia na tecnologia e em parcerias para educar e colocar o poder do dinheiro nas mãos de mais brasileiros. Com o aplicativo, o Me Poupe! espera alcançar 90 milhões de pessoas e impactar diretamente ou indiretamente 15 bilhões de vidas até 2025.

No entanto, o crescimento é controlado, pois o objetivo do Me Poupe! não é se tornar um unicórnio, nome dado a startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão. Na verdade, Nathalia posiciona sua empresa como uma “zebra”. “Startups zebras são empresas enxutas com grande capacidade de crescimento, mas que não buscam escala e lucro a qualquer custo. O valor de uma startup zebra está no impacto que ela gera para todo o ecossistema, e o dinheiro é uma consequência de um trabalho bem feito focado no cliente”, explica um post da empresária no LinkedIn.

Além do aplicativo, as novidades incluem uma parceria com o Grupo Cogna Educação para desenvolver um MBA Executivo em Planejamento Financeiro e Investimentos. “Com isso, nossa jornada de aprendizagem se torna completa”, afirma Nathalia. O curso foi elaborado pelo Professor Mira, que faz parte da equipe de especialistas do Me Poupe!, além de outros profissionais do mercado.

Entre outras parcerias recentes da empresa, está o Clube Me Poupe!, uma iniciativa que entrega ebooks e audiobooks mensalmente por meio da plataforma de livros digitais Skeelo. Além disso, parte do conteúdo dos cursos da empresa agora faz parte da estrutura de um curso livre em parceria com o Senai, que também disponibiliza seu conteúdo por meio de uma assinatura mensal.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese