A Microsoft planeja lançar até 2024 uma loja de aplicativos de jogos para celulares do sistema operacional iOS e Android, caso a aquisição da Activision Blizzard por US$ 75 bilhões (R$ 380 bilhões) for liberada pelos reguladores, de acordo com o chefe de negócios do Xbox, Phil Spencer. Em março de 2024, a Lei de Mercados Digitais da União Europeia pretende alterar as regras para que a Apple e o Google adquiram lojas de aplicativos desenvolvidas por outras empresas.

A gigante da tecnologia também está enfrentando embates com os reguladores dos Estados Unidos, Europa e Reino Unido, sobre o potencial impacto na concorrência de Phil Spencer. O dono do Xbox, afirma que um possível acordo pode aumentar a concorrência na nova loja de aplicativos, onde a Apple e o Google operam em um “duopólio” sobre a distribuição de jogos e outros aplicativos.

A falta de jogos para celular da Microsoft é um vazio que a Activision Blizzard está prestes a preencher, Spencer reconhece que será uma tarefa difícil lançar a própria loja, mas seria trivial demais a empresa adaptar seus aplicativos de Xbox e Game Pass para vender jogos e assinaturas em dispositivos móveis. Títulos de sucesso como Call of Duty Mobile , Diablo Immortal e Candy Crush Saga, assim como outros em desenvolvimento, seriam importantes para atrair jogadores dos mercados da Apple e do Google para uma loja móvel do Xbox.

A disputa entre Microsoft e Apple está em jogo há muito tempo pois a operabilidade do serviço de jogos baseado em nuvem da gigante do software, que faz parte do Xbox Game Pass, opera nos iPhones. A Microsoft argumentou que as regras da App Store da Apple restringem sua capacidade de oferecer jogos na nuvem por meio de um único aplicativo executado nativamente no iPhone, forçando os usuários a acessar o serviço por meio de um navegador da Web, resultando em desempenho inferior. A Apple negou que bloqueie aplicativos de jogos na nuvem, mas as regras da App Store exigem que os provedores listem cada jogo na App Store individualmente.

De acordo com a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido, eles já estão investigando a posição da Apple em relação aos jogos em nuvem. Mas a CMA também virou um grande obstáculo para a Microsoft concluir a aquisição da Activision Blizzard, por conta de preocupações que foram levantadas e só seriam resolvidas com um spin-off de Call of Duty.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese