Um novo relatório do Laboratório de Inovação da Europol, Policing in the Metaverse , incentiva as agências de aplicação da lei a começar a considerar as maneiras pelas quais os tipos existentes de crime podem se espalhar para mundos virtuais, enquanto crimes totalmente novos podem começar a aparecer.

“Acredito que é importante que a polícia antecipe as mudanças na realidade em que deve fornecer segurança e proteção”, diz a diretora-executiva da Europol, Catherine De Bolle.

“O metaverso trará novas formas de interação e novos mundos virtuais para viver, potencialmente transformando nossas vidas, assim como a internet fez nas últimas três décadas”.

O relatório destaca os perigos do roubo de identidade, apontando que o uso de sensores, rastreamento ocular, rastreamento facial e háptico significa que, uma vez roubados, os criminosos seriam capazes de se passar por vítimas de forma ainda mais convincente. Identidades roubadas também podem ser usadas para manipular outros usuários.

A lavagem de dinheiro também será um risco, com criptomoedas já sendo usadas para esses fins e moedas específicas da plataforma que provavelmente surgirão.

Enquanto isso, diz a Europol, os ataques do tipo ransomware podem ser particularmente eficazes.

“Considerando a crescente importância dos ativos digitais no metaverso, perder o acesso a eles pode ser particularmente debilitante”, alerta o relatório. “Se essa perda for no XR, onde o virtual se mistura com o mundo real, essa perda pode ter consequências ainda maiores.”

Mais interessante, talvez, o relatório também examina os perigos do assédio e abuso na vida real que se espalham pelo metaverso, onde os efeitos podem ser ainda mais traumáticos do que na internet de hoje.

De fato, isso já está acontecendo, com uma mulher relatando recentemente que, minutos depois de ingressar no Meta’s Venues, ela foi ‘praticamente estuprada por uma gangue’.

Experiências como essa serão muito mais traumáticas à medida que a experiência do metaverso se tornar mais realista ⁠— de fato, em algum momento, alerta a Europol, eventos virtuais podem se tornar tão impactantes quanto os do reino físico.

“Será importante ter uma ideia clara do que deve ser considerado comportamento criminoso no metaverso e ter leis correspondentes para fornecer os meios para processar essas transgressões”, diz o relatório.

Isso será particularmente importante quando se trata de proteção infantil, com o metaverso fornecendo novas formas de aliciamento e até mesmo agredindo virtualmente crianças. Mais uma vez, porém, as leis existentes podem ser inadequadas, exigindo atualmente que atos físicos tenham ocorrido.

Policiar tudo isso não será fácil ⁠— afinal, a internet de hoje já é bastante difícil. Alguns países já estão investindo em policiamento online, como Estônia, Dinamarca, Noruega e Suécia. A Noruega, por exemplo, opera ‘Nettpatrulje’, ou patrulhas de internet, em várias plataformas de mídia social, jogos e streaming.

No entanto, recursos limitados não permitirão ‘bobbies na rua’ em todas as plataformas e espaços que devem surgir se o metaverso decolar como planejado. A aplicação da lei precisará descobrir como ser o mais acessível possível e trabalhar para ganhar a confiança dos usuários.

É vital, diz a Europol, começar a abordar essas questões imediatamente, ressaltando que adaptar um sistema a novos requisitos é muito mais difícil do que construir salvaguardas desde o início.

“Portanto, é essencial que a sociedade civil e a aplicação da lei compartilhem as demandas que colocamos nessas plataformas no início da adoção do metaverso”, diz o relatório.

“Estar em conversação ativa com os principais atores que desenvolvem as plataformas metaverse é, portanto, essencial, pois permite que ambos os lados obtenham um melhor entendimento para ajudar a tornar a plataforma um local seguro e adaptar a legislação e a aplicação da lei ao desafio”.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese