Uma rocha esconde o provável ovo de dinossauro mais antigo conhecido. Em seu interior havia uma ágata, mas paleontólogos confirmaram que o minério trazia um ovo de titanossauro. A teoria é que foi sufocado pela lava após uma erupção vulcânica há 67 milhões de anos.

O ovo se origina de uma planície vulcânica na Índia central. O embrião se decompôs, enquanto camadas de rocha vulcânica solidificada preservaram a casca. Ao longo das eras, a água rica em sílica penetrou na casca e cristalizou para formar a ágata.

O espécime de ágata foi originalmente armazenado na coleção de mineralogia do National History Museum. Os paleontólogos tentaram escanear para confirmar sua origem, mas a densidade da ágata obstruiu os detalhes mais sutis.

A informação de que é um ovo de titanossauro vem através da análise de aspectos como a forma esférica quase perfeita da rocha, bem como a impressão de dois outros objetos redondos agrupados em torno dela e a fina camada ao redor do cristal.

O espécime mede 15 centímetros de diâmetro, o que é consistente com os ovos de titanossauro encontrados na China e na Argentina, de acordo com especialistas do museu.

Segundo a equipe, a teoria é que os titanossauros adotaram uma estratégia de colocar grandes ninhadas de cerca de 30 ou 40 ovos pequenos. Como os titanossauros eram grandes demais para chocar seus ovos, eles provavelmente os cobriram com vegetação ou solo para ajudar a incubá-los.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese