Empresas como Tesla, Xiaomi e Boston Dynamics seguem empenhadas na pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias de Inteligência Artificial (IA) para aplicação em robôs humanoides, modelo que ganhou destaque após Elon Musk revelar em outubro deste ano o protótipo Tesla Optimus com características humanas.

Embora algumas companhias estejam trabalhando na aplicação viável desse robô bípede, por ora ainda não há nenhuma grande indústria ou usuários comuns interessados na novidade. A dificuldade na criação do projeto devido à locomoção do robô e software são problemas pensados por essas fabricantes, porém a Sony pode ter descoberto a solução.

A gigante japonesa comentou que o problema no avanço dos robôs humanoides não está na demanda por peças ou desenvolvimento de engenharia, mas na aplicação real do produto no dia a dia. Alguns robôs contribuem positivamente para setores logísticos ou tarefas domésticas, enquanto a versão humanoide estaria “perdida” sem um objetivo específico.

Em entrevista à agência Reuters, Hiroaki Kitano, diretor de tecnologia da Sony, afirmou que “Em termos de tecnologia, várias empresas ao redor do mundo, incluindo esta [Sony], acumularam tecnologia suficiente para fazê-los acontecer rapidamente, uma vez que fica claro qual uso é promissor”, revelando que a marca pode entrar no páreo em breve.

Kitano explica haver o interesse da Sony em investir no desenvolvimento de robôs humanoides, porém isso acontecerá apenas quando tal investimento for considerado necessário. “Vemos potencial em robôs humanoides, mas também acreditamos que outras formas de robôs também são bastante importantes.”, conclui o executivo.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese