Utilizando o Telescópio Espacial James Webb, da NASA, uma equipe de cientistas internacionais realizou a primeira detecção de um novo composto de carbono no espaço.

Denominada cátion metil (CH 3 +), a molécula é de grande importância, pois auxilia na formação de moléculas mais complexas baseadas em carbono.

O cátion metil foi identificado em um sistema estelar jovem, que possui um disco protoplanetário chamado d203-506, localizado a aproximadamente 1.350 anos-luz de distância na Nebulosa de Orion.

Os compostos de carbono são fundamentais para a vida como a conhecemos e, por esse motivo, despertam grande interesse entre os cientistas, que buscam compreender como a vida se desenvolveu na Terra e se poderia existir em outras partes do universo.

O estudo da química orgânica interestelar, que o telescópio Webb está explorando de novas maneiras, é uma área de grande fascínio para os astrônomos.

As capacidades únicas do Webb, como sua excelente resolução espacial e espectral, juntamente com sua sensibilidade, contribuíram para o sucesso da equipe. A detecção das emissões-chave do CH 3 + pelo Webb confirmou a descoberta.

“Essa detecção não apenas valida a incrível sensibilidade do Webb, mas também confirma a importância central postulada do CH 3 + na química interestelar”, afirmou Marie-Aline Martin-Drumel, da Universidade de Paris-Saclay, na França, membro da equipe científica.

Embora a estrela em d203-506 seja uma pequena anã vermelha, o sistema é bombardeado por intensa radiação ultravioleta (UV) proveniente de estrelas quentes, jovens e massivas nas proximidades.

Os cientistas acreditam que a maioria dos discos de formação planetária passa por um período de intensa radiação UV, uma vez que as estrelas tendem a se formar em grupos que frequentemente incluem estrelas massivas que emitem UV.

Normalmente, espera-se que a radiação UV destrua moléculas orgânicas complexas, o que torna a descoberta do CH3+ ainda mais surpreendente.

No entanto, a equipe especula que a radiação UV pode, na verdade, fornecer a energia necessária para a formação do CH 3 +. Uma vez formado, esse cátion promove reações químicas adicionais que resultam na construção de moléculas de carbono mais complexas.

Em termos gerais, a equipe observou que as moléculas encontradas em d203-506 diferem significativamente dos discos protoplanetários típicos. Em particular, não foi detectado nenhum sinal de água.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese