O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, entregou ontem (1º) o primeiro caminhão pesado da empresa, o Semi, à PepsiCo, mas não ofereceu previsões atualizadas sobre qual será seu preço, planos para a fabricação ou sua capacidade de transporte de carga.

Musk, que apareceu no palco em evento na fábrica da Tesla no Estado norte-americano de Nevada, disse que o caminhão movido a bateria reduzirá as emissões de poluentes, e pode superar os modelos existentes a diesel em força e segurança.

Ainda assim, os especialistas do setor continuam céticos em relação à capacidade de caminhões elétricos a bateria de suportar o transporte de cargas pesadas por centenas de quilômetros economicamente.

No primeiro lançamento da Tesla desde que Musk assumiu o Twitter – uma aquisição que alguns investidores temem ter se tornado uma distração a ele – a empresa não anunciou preços para o Semi, não forneceu detalhes sobre versões do caminhão que havia projetado inicialmente ou revelou previsão de entregas para a PepsiCo ou outros clientes.

A Tesla também não divulgou o peso de um Semi descarregado, uma especificação fundamental que os analistas esperavam obter e uma consideração importante para a eficiência dos caminhões elétricos.

A entrega do Semi terminou sem possibilidade de perguntas a Musk, como costuma ocorrer nos eventos da Tesla.

Em 2017, a Tesla havia dito que a versão com autonomia de 482 quilômetros do Semi custaria 150 mil dólares, e a versão de 804 quilômetros, 180 mil dólares. Porém, os preços dos veículos elétricos de passageiros da fabricante aumentaram acentuadamente desde então.

Robyn Denholm, presidente da Tesla, disse recentemente que a montadora pode produzir 100 Semis em 2022. Musk afirmou que a Tesla pretende produzir 50 mil desses caminhões em 2024.

Caminhões da categoria do Semi representam apenas 1% das vendas de veículos nos Estados Unidos, mas 20% das emissões gerais de veículos, disse a Tesla.

O Semi usa três motores elétricos desenvolvidos para a versão de desempenho do Model S, da Tesla, com apenas um deles em velocidade de rodovia e dois de reserva para quando o caminhão precisa acelerar, um recurso que torna-o mais eficiente em termos de energia, disse Musk.

“Essa coisa tem uma força absurda em relação a um caminhão a diesel”, disse Musk. “Basicamente, é como um elefante se movendo como um guepardo.”

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese