Em uma mudança surpreendente, o Twitter abandonou o icônico pássaro azul que por tanto tempo foi seu símbolo e, na manhã desta segunda-feira, 24, adotou um X branco sobre fundo preto como sua nova marca. A revelação foi feita através de um tweet da CEO da plataforma, Linda Yaccarino.

Elon Musk já vinha sinalizando essa alteração, e no domingo, 23, ele escreveu na rede social: “E em breve daremos adeus à marca do Twitter e, gradualmente, a todos os pássaros”. Em seguida, em uma postagem em seu site, o bilionário proprietário da plataforma de mídia social afirmou: “Se um logotipo X bom o suficiente for postado hoje à noite, faremos ele ir ao ar em todo o mundo amanhã”.

Posteriormente, Musk publicou uma imagem do “X” piscando, e durante um chat de áudio no Twitter Spaces, ele confirmou que o logotipo do Twitter de fato mudaria, enfatizando que essa mudança deveria ter acontecido há muito tempo.

Desde que Musk assumiu o controle do Twitter em outubro, sob seu agitado mandato, a empresa passou a se chamar X Corp, refletindo a visão do bilionário de criar um “superaplicativo” similar ao WeChat da China.

A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre essa nova alteração. No site do Twitter, é dito que o logo, representando o pássaro azul, é “nosso ativo mais reconhecível” e, por esse motivo, é protegido com zelo.

Em abril, o pássaro azul temporariamente deu lugar ao cachorro Shiba Inu da Dogecoin, o que contribuiu para aumentar o valor de mercado da moeda meme. Além disso, o Twitter tem enfrentado críticas de usuários e profissionais de marketing desde o anúncio de Musk, no início do mês, de que limitaria a quantidade de tweets que várias contas poderiam ler por dia.

Esses limites diários acabaram impulsionando o crescimento de um serviço concorrente, o Threads, pertencente à Meta, que alcançou mais de 100 milhões de inscrições em apenas cinco dias após seu lançamento.

Como se não bastasse, o Twitter agora enfrenta mais uma complicação com uma ação movida na terça-feira, na qual é acusado de dever pelo menos 500 milhões de dólares em indenizações a ex-funcionários. Desde a aquisição por parte de Musk, a empresa demitiu mais da metade de seus colaboradores como parte de um esforço para reduzir custos.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Membership

An active membership is required for this action, please click on the button below to view the available plans.

pt_BRPortuguese